Notícias
» Cultura afro é trabalhada em sala de aula
Foto: Divulgação 27/11/2017

Na última semana, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Castro Alves, de Nova Santa Cruz, realizou com seus alunos diversas atividades que fazem parte do projeto “Cultura Afro-Brasileira”. Segundo a diretora da escola, Claudete Reichert Reidel, o projeto tem como objetivo principal ressaltar em sala de aula a cultura afro como constituinte e formadora da sociedade brasileira, na qual os negros são considerados sujeitos históricos e valorizando o pensamento e as ideias de importantes intelectuais negros brasileiros, a cultura (música, culinária, dança), religiões de matrizes africanas, entre outros aspectos. “O Brasil é um país que abriga grande diversidade natural e étnica. Fomos formados da mistura de pelo menos três povos: índios, negros e brancos. Essa mestiçagem justifica a diversidade de fisionomias do povo brasileiro”, explica.

 

Desta forma, através do projeto desenvolvido na escola, é valorizada a cultura afrodescendente, reconhecendo as suas contribuições nos diversos segmentos da sociedade, no que diz respeito a literatura, arte, culinária, religião, música e dança. “Realizamos ações que contemplam a solidariedade, humanidade, respeito e a paz, trazendo informações e seus respectivos valores”, pontua. Os alunos realizaram uma série de trabalhos, principalmente artísticos, retratando a cultura estudada.