Notícias
» Brigada Militar e prefeito debatem sobre segurança pública
Foto: Anne Caroline Kunzler/ASCOM Prefeitura 23/02/2018

Na manhã desta sexta-feira (23) o prefeito Carlos Alberto (Lico) Fink recebeu em seu gabinete o subcomandante Luis Henrique Suzin e o sargento Paulo Ricardo de Souza da Brigada Militar. Suzin é o atual capitão da companhia que atende a região que engloba São José do Hortêncio, São Sebastião do Caí, Harmonia, Tupandi e Bom Princípio, e veio se apresentar ao prefeito, assim como conhecer um pouco mais da cidade.

 

Lico expôs a situação e os atuais problemas que Harmonia vem enfrentando, como o aumento da violência, roubos e insegurança no município. “Há duas semanas um morador foi abordado e atacado em frente à sua casa, uma semana depois uma família foi assaltada em frente à igreja, saindo da missa, por homens armados. Residências também vêm sendo assaltadas frequentemente e outras situações estão se tornando problema por aqui”, ressaltou. Isso tudo aliado ao fato de não haver policiamento fixo, já que o efetivo encontra-se em Bom Princípio, onde o número de habitantes e de ocorrências é maior, segundo a própria Brigada.

 

“Sabemos da dificuldade que a própria polícia enfrenta, mas é complicado. Se acontece algo e ligamos para a Brigada, geralmente estão em outra cidade atendendo outro chamado. E assim os maus sujeitos vão se aproveitando”. Lico relembra também da promessa feita pelo Governo do Estado e Secretaria de Segurança Pública, que garantiram que até 2018 haveria ao menos cinco efetivos em cada município, o que não aconteceu. Também lembrou que, em março de 2017, Harmonia havia recebido uma indicação de emenda no valor de R$ 290 mil para aquisição de equipamentos para a segurança pública e câmeras de vídeo monitoramento. “Até agora não recebemos e soubemos que o valor teria caído pela metade”.

 

Lico também pontuou que Harmonia é um município que cresceu muito nos últimos anos, com um aumento de empregos considerável, o que atrai muitas pessoas de fora. Suzin ainda frizou que nesta época de veraneio, uma grande parte dos efetivos dos municípios é orientada a ir para o litoral, para auxiliar na Operação Golfinho, o que é mais um fator que afeta negativamente os municípios que perdem policiamento.

 

Sobre a promessa de efetivos, Lico ressalta que o Vale do Caí precisa se juntar e cobrar as autoridades responsáveis. Segundo Suzin, a Brigada entende a falta de efetivos na região e lamenta a situação, que não é a ideal, mas se colocou à disposição da cidade para atender as demandas e garantiu que projetos estão sendo pensados para melhor atender a região.

 

Estiveram presentes também o vice-prefeito Ernani Forneck, secretário Antonio Kunzler e presidente da Câmara de Veredores José Roberto Rosa dos Santos.